Por dentro da caatinga: o camaleão


Camaleão - Foto: Rosilândia Melo feita no açude Cajazeiras em Pio IX-PI.
Quem nunca ouviu alguém contar histórias do tipo: ‘peguei num Camaleão pensando que era um pedaço de pau’ ou ‘se alguém o captura pela cauda ele larga a mesma e vai embora’. Pois é, neste momento você deve lembrar de muitas outras, principalmente, do tempo de criança. Seu habitat natural se localiza do México ao Brasil Central - Floresta Amazônica, matas de galeria, cerrado e caatinga. É um réptil muito presente em nossa região. Conhecido por mudar a sua cor para se adaptar a um ambiente ou a uma situação, esta estratégia o ajuda a se proteger de potenciais predadores e passar despercebido por eles. Além desta característica, possui a capacidade de movimentar os dois olhos independentemente e também de enrolar a cauda para se agarrar. Por isso, sobe com facilidade em árvores e corre rápido no chão. É um bom mergulhador e também nada bem, podendo ficar submerso por longo tempo. Caso se sinta acuado, foge ou defende-se com dentadas e chicoteando com a cauda. De hábitos diurnos, costuma, ao amanhecer, colocar-se ao sol para caçar todo o tipo de insetos, como gafanhotos e outros artrópodes. Alimenta-se de grandes quantidades de folhas verdes, e de frutos. Ingere também insetos. É um lagarto imponente, com uma bela crista que vai da nuca até a cauda e aparece também no papo. Os machos, normalmente, são mais coloridos e com ornamentações mais proeminentes na cabeça.

Comentários

  1. ola rosa comecei meio atrasado minha navegaçao na net e te descubrir. seus trabalhos sao bem voltados para a propia origem local.
    beijos leojhones

    ResponderExcluir
  2. Encontrei esse blog pesquisando por uma imagem de um camaleão na caatinga seca. Bem, não deixei de ler suas notas sobre o bicho e percebi muita coisa errônea sobre o tal animal. Camaleões só tem na África. O que chamamos de camaleão no nordeste na verdade é uma entre as 700 espécies de iguana existente na Terra. A nossa é conhecida como iguana-verde e ela não tem essa rotatividade no globo ocular como os répteis africanos já citados. Outra coisa que é um mito, talvez seja o fator que leve a chamarmos de camaleão, é o fato dela mudar de cor. As iguanas da caatinga nascem numa tonalidade viva de verde, que se perdura por uma boa fase de maturação e depois tornam-se acinzentadas, esse processo de mudança cromática leva anos. Quanto a calda ela realmente usada como defesa mas não é preênsil. Espero ter ajudado com essas informações! O camaleão chega a ser um bicho folclórico com todo esse mito em volta dele. Tem gente que chega a jurar que o bicho muda de cor em um curto período de tempo. Apesar de ter a noção de que se trata de uma iguana, carinhosamente e culturalmente prefiro chama-lo de camaleão.

    ResponderExcluir
  3. Na verdade a foto ali em cima mostra uma iguana e não um camaleão.

    ResponderExcluir
  4. Ola alguem sabe uma espécie de camaleão na caatinga?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Alô amigos(as)caatingueiros(as). Neste espaço deixem seus comentários sobre as notícias e sobre o BLOG.

Postagens mais visitadas deste blog

O risco da caatinga virar um deserto"A vegetação típica do Nordeste está literalmente sumindo do mapa

Rio São Francisco - A extinção da caatinga (ESTUDO)