Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 28, 2011

Ceará quer dar exemplo e criar lei de convivência com o semiárido.

Imagem
A luta pela água ainda constitui um desafio no semiárido nordestino (Foto: Rodrigo Carvalho)
Durante mais de 100 anos, o semiárido foi visto como a terra do atraso e da seca. Hoje, vive um novo momento.
Conviver com a adversidade parece ser a sina da população que habita o semiárido nordestino, que realiza uma queda de braço com um dos principais infortúnios da região: a seca, cujos primeiros registros datam da colonização do Brasil, em 1534. O estigma do semiárido como a terra do atraso permanece por mais de um século. Só a partir dos anos 1990 essa realidade começa a ser transformada. A criação de uma política de convivência com o semiárido, como propõe Eudoro Santana, secretário executivo de Altos Estudos da Assembleia Legislativa do Ceará, representa uma luz no fim do túnel, no sentido de reverter o quadro de desigualdade entre o semiárido cearense e as demais regiões do Estado. O primeiro passo seria a criação do "Pacto pela convivência com o semiárido cearense", a partir d…