Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

Comitê discute ICMS Socioambiental para a caatinga com a Secretaria da Fazenda

Imagem
Comitê da Caatinga, Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alepe e Secretário da Fazenda discutem o ICMS Socioambiental de Pernambuco.

Por Daniel Vilarouca (*)

Membros da Comissão de Meio Ambiente da Alepe e do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga - CERBCAA/PE se reuniram, na manhã desta terça-feira (23), com o secretário Estadual da Fazenda, Djalmo Leão. Na pauta do encontro, uma melhor divisão nos percentuais do ICMS Socioambiental e a instalação de Unidades de Conservação também nas regiões de caatinga. O debate sobre a inclusão da caatinga na lista das Àreas de Preservação Ambiental foi trazida para a Assembleia Legislativa de Pernambuco através de uma audiência pública solicitada pelo deputado Nelson Pereira de Carvalho (PCdoB). Nela foi discutida a necessidade de preservação da caatinga que é um bioma único no mundo e tem sua maior incidência na região Nordeste do Brasil. “Até o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, já reconheceu que a caatinga, atualmente, sofr…

Comitê Estadual da Caatinga promoverá a sua XVIII Reunião Ordinária no IPA em Recife (PE)

Biomas em perigo. Desmatamento pode acabar com 95% da Amazônia até 2075 e provocar o desaparecimento da caatinga.

Imagem
Pós-queimada: ritmo recorde de devastação - Foto: Janduari Simões
Um relatório chamado "Assessment of the Risk of Amazon Dieback" e conduzido pelo Banco Mundial avaliou o risco de parte da floresta amazônica entrar em colapso devido à conjunção de três fatores: desmatamento, mudanças climáticas e queimadas. Segundo ele, em 2025, cerca de 75% da floresta seriam perdidos. Em 2075, só restariam 5% de florestas no leste da Amazônia. O estudo, que contou com a colaboração dos pesquisadores brasileiros do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) Carlos Nobre e Gilvan Sampaio, trabalha com o conceito de "Amazon Dieback", termo que ainda não tem tradução exata para o português e que representaria uma redução da biomassa da floresta. "Podemos dizer que é o risco de colapso de parte da floresta. O nível, o ponto a que chega a floresta que, mesmo que você faça reflorestamento, ela não retorna", explica Sampaio. De acordo com a análise, o risco de colapso de part…

Visita da CPRH a Caatinga

Imagem
Foto: RPPN Pedra do Cachorro
Técnicos da CPRH - Agência Estadual de Meio Ambiente,  iniciaram hoje (22.02) uma série de visitas as áreas indicadas pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga - CERBCAA/PE para instalação de Unidades de Conservação. As áreas indicadas são: Pedra do Cachorro, em São Caetano.Serra Talhada, no município do mesmo nomeSerra da Canoa, em Floresta.O objetivo da viagem é ter um contato inicial para colher informações básicas e posteriormente os estudos serão aprofundados através de levantamentos de campo e observância dos critérios legais.
Quando a equipe da CPRH se dirigia a Pedra do Cachorro, já na zona rural de São Caetano (PE), flagraram e apreenderam dois caminhões transportando lenha originada de desmatamento ilegal da caatinga naquele município. Por isto, a viagem atrasou. As técnicas da CPRH tiveram que retornar a sede do município para entregar os infratores à delegacia local, devendo a visita a Pedra do Cachorro ser realizada apenas amanhã (2…

Blog Ciência e Meio Ambiente do JC Online destaca as atividades do Comitê da Caatinga

Imagem
A seção diária de Ciência e Meio Ambiente do Jornal do Commercio impresso, tão bem conduzida, há tantos anos, pela jornalista Verônica Falcão, destaca na sua edição de hoje (20.02), o artigo de Elcio Alves de Barros sobre a Reserva da biosfera e unidades de conservação na caatinga, além de divulgar na íntegra o "Relatório de Atividades do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga - Ano 2009".  Este importante blog , é voltado não apenas à ecologia, mas também à ciência, de um modo geral e além do mais, o leitor poderá alcançar outros links, sem esquecer que poderá comentar, com críticas e elogios, seu conteúdo. Nossos agradecimentos à jornalista Verônica Falcão.  Leia o artigo completo e o relatório em: Blog Ciência e Meio Ambiente


Relatório Atividades 2009View more documents from marcelolct.

Serra das Confusões, no Piauí, será o maior parque do bioma caatinga no país

Imagem
Importante sitio histórico e ecológico terá área ampliada com incorporação da Serra Vermelha. Acordo entre o MMA/ICMBio e o governo do estado foi fechado nesta quarta-feira, em Brasília
O Parque Nacional da Serra das Confusões, no Piauí, será, a partir de março, a maior unidade de conservação da caatinga, ao incorporar aos seus 5,5 mil hectares parte da área da Serra Vermelha. Situado ao sul do estado, em um bioma de transição com o cerrado, o parque preserva sítios históricos, além de ser um importante destino turístico do Nordeste. Um acordo entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o governo de Piauí, que vinha sendo costurado desde 2008, foi fechado nesta quarta-feira (10/02) entre o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, e o governador Wellington Dias. Com isso, as áreas de maior altitude da Serra Vermelha passam a integrar a área protegida, e a agropecuária poderá explorar as áreas mais baixas. O decreto ampliando o parque deverá ser assinado no in…

I ENED - Reunião de Campina Grande fecha proposta de pacto para o semiárido

Campina Grande (PB) sediou, de 03 a 06 de fevereiro, a reunião preparatória ao 1º Encontro Nacional de Enfrentamento da Desertificação o MMA vai estudar a possibilidade de inclusão de alguns pontos propostos na reunião de Campina Grande no Programa de Aceleração do Crescimento II, que está em discussão no governo federal. Terão ênfase especial, entre outros, a produção de energia limpa e a oferta de 100% de água para as famílias que vivem nas áreas suscetíveis à desertificação. Até o final da próxima semana, será encaminhado aos participantes o documento com as informações sistematizadas, que serão discutidas no encontro nacional de Petrolina/Juazeiro, em março.

Caatinga: Vegetais são resgatados na área da transposição

Imagem
Para autorizar obras nas margens do Rio São Francisco, Ibama exigiu realização de inventário de espécies. Por isso, Univasf está executando serviço, que garantiu reconhecimento da flora da região
Por: Verônica Falcão

Das duas mil espécies de plantas encontradas na caatinga, 581 ocupam as margens dos canais por onde será desviada a água do Rio São Francisco, no Sertão. O levantamento, realizado pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), é uma das exigências do Ibama para a execução da obra, do Ministério da Integração Nacional, e inclui os resgate de sementes, frutos e amostras das árvores, arbustos e ervas, entre outros tipos de vegetais. O estudo, iniciado em julho de 2008, se estende por 350 quilômetros do eixo Norte, que liga Cabrobó (PE) a José da Penha (RN), e 210 do eixo Leste, que vai de Petrolândia (PE) a Monteiro (PB). “Tem sido um trabalho exaustivo de inventário e resgate, que vem permitindo o reconhecimento da flora da região, muito mais rica do que se c…

RESERVA DA BIOSFERA E UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NA CAATINGA

Imagem
Foto: Pedra do Cachorro - S.Caetano (PE)
Por Elcio Alves de Barros
A "Conferência sobre a Biosfera" organizada pela UNESCO em 1968, foi a primeira reunião intergovernamental a tentar reconciliar a conservação e o uso dos recursos naturais, fundando o conceito presente de desenvolvimento sustentável.
Em 1970, a UNESCO lançou, o "Programa Homem e Biosfera", com o objectivo de organizar uma rede de áreas protegidas, designadas Reservas da Biosfera, que representam os diferentes ecossistemas do nosso planeta e cujos países proponentes se responsabilizam em manter e desenvolver.
Existem mais de 400 Reservas da Biosfera em todo planeta. Cada Reserva da Biosfera é uma coleção representativa dos ecossistemas característicos da região em que se estabelece.

As reservas da biosfera possuem três funções básicas:

• conservação das paisagens, ecossistemas e espécies;

• desenvolvimento econômico e humano que seja cultural, social e ecologicamente sustentável;

• logística, que d…

Seminário discute pacto para enfrentamento da desertificação e políticas públicas para a Caatinga.

Imagem
Semiárido brasileiro ocupa quase 1 milhão de terras.  Abrangendo 1.133 mil municípios dos estados nordestinos, além de porção do Espírito Santo e Minas Gerais, semiárido brasileiro é habitado por cerca de 22 milhões de brasileiros.
O fortalecimento da política institucional de combate à desertificação e a intensificação do diálogo entre os órgãos e a sociedade marcaram os discursos de abertura, na noite desta quarta-feira (3/2), da reunião preparatória de Campina Grande, na Paraíba, que discute a construção de um pacto para o semiárido brasileiro. As propostas que estão em debate no município campinense serão levadas para o grande encontro nacional de enfrentamento da desertificação (I Ened), em março, nas cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Os participantes enfatizaram a necessidade de comprometimento dos setores governamentais e da sociedade civil com a agenda da desertificação. O secretário de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável, Egon Krachecke, chamou a atenção d…

Arara da caatinga pernambucana ameaçada de extinção é novo morador de parque zoobotânico em Petrolina

Imagem
Imagem mostra arara-canindé, espécie que passa a habitar o zoo de Petrolina - (Foto arquivo JC)

As instalações do parque zoobotânico do 72o Batalhão de Infantaria Motorizado (72 BI Mtz) em Petrolina, Sertão do Estado, contam agora com mais um morador: trata-se de um filhote de arara-canindé, também conhecida como arara de barriga amarela, uma espécie ameaçada de extinção. Agora, são cinco aves desta espécie na unidade militar que fica no sertão pernambucano. De acordo com informações do setor de Relações Públicas do 72 BI, o nome da nova arara-canindé deverá ser escolhido através de enquete junto à população. A arara-canindé chega a medir até 90 centímetros e se caracteriza por ter uma plumagem azul nas asas e amarelo na parte do ventre. Costumam voar aos pares ou em grupos e quando chegam na época reprodutiva formam casais que ficam juntos durante toda a vida.
O parque zoobotânico do 72 BIMTz foi implantado há três anos e abriga espécies animais e vegetais nativos do bioma caatinga. …

Onça-pintada é ameaçada na Caatinga

Imagem
Há 356 animais no bioma, mas só metade em idade reprodutiva; Mata Atlântica também tem situação crítica (Foto:br.viarural.com/.../default.htm).

Por Afra Balazina

A região da Chapada Diamantina, Bahia, pode ficar sem onças-pintadas em um prazo de nove anos e meio. Já para a área de Bom Jesus da Lapa, no mesmo Estado, o prognóstico é ainda pior: a extinção da espécie pode ocorrer em aproximadamente três anos. Para evitar um destino trágico, é preciso proteger mais áreas e tentar conectar, por meio de corredores ecológicos (ligação entre áreas de uso menos intensivo para garantir a sobrevivência da espécie), os grupos que hoje estão isolados.
Os dados são do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap), órgão ligado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente. O Cenap avalia que a onça-pintada (Panthera onca) está criticamente ameaçada na Caatinga. A estimativa, segundo o analista ambiental do Cenap Rogerio Cunha d…