Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Conheça o Projeto "Valorização do Bioma Caatinga" promovido pelo Comitê Estadual da Caatinga na região do Vale do Pajeú.

(Imagens: O mundo da Caatinga natureconservancy - youtube)

O Bioma Caatinga pode ser considerado um dos mais ameaçados do Brasil. Grande parte de sua superfície já foi bastante modificada pela utilização e ocupação humana. E em nosso Estado, Pernambuco, é carente de medidas mais efetivas de conservação da diversidade, como a criação de unidades de conservação de proteção integral. Hoje em dia já é muito difícil encontrar remanescentes da vegetação nativa maiores que 10 mil hectares. O Bioma Caatinga apresenta extensas áreas degradadas e solos sob intenso processo de desertificação. A CAATINGA foi por muito tempo caracterizada como “pobre”, porém as pesquisas recentes têm revelado um grande potencial, uma ampla diversidade biológica, com espécies endêmicas e adaptações distintas. Apesar de ser um bioma com grande potencialidade ainda é pouco valorizado e reconhecido. O Objetivo do Projeto “VALORIZAÇÃO DO BIOMA CAATINGA” é promover ações que visem à valorização da Caatinga através de aç…

O SONHO DA ÁGUA PRÓPRIA.

Pomar 23 08-10 from !sso não é Normal on Vimeo.
No sertão do Nordeste a população está espalhada. Como a atividade econômica é pouca, não surgiram muitas cidades grandes, e portanto não se concentrou a população. As famílias sertanejas vivem longe umas das outras, mais que tudo da subsistência, plantando pelo menos mandioca, tentando tirar um pouquinho que seja da terra. Os ciclos da natureza não ajudam. A chuva, suficiente para viver, cai toda num terço do ano e deixa o sol esturricar a terra no resto do tempo. Aí, às vezes, não chove. E tudo que se plantou morre. Nesse lugar, uma visão comum pelas estradinhas é a de caminhões de água. Vimos vários. Muitos vereadores têm entre suas atividades uma espécie de serviço de “disk-água”: entregam para quem pede, garantem um voto em troca. Os caminhões-pipa, geralmente, carregam a água dos açudes para as casas dispersas (já que a dispersão torna inviável um sistema de água encanada para todo mundo). Se a chuva é suficiente, mas concentrada dema…

Personagens da Caatinga: LUIZ GONZAGA, O REI DO BAIÃO.

Luiz Gonzaga (Gonzagão) Cantor e compositor, Luiz Gonzaga do Nascimento nasceu na Fazenda Caiçara, no município de Exu, sertão pernambucano, filho de Ana Batista de Jesus e do sanfoneiro Januário José Santos, com quem aprendeu a tocar sanfona. Deixou sua cidade natal em 1930, em busca de emprego, e acabou entrando para o Exército, morando em vários lugares no Nordeste. A carreira musical só começou em 1939, no Rio de Janeiro, tocando em um conjunto que se apresentava nos cafés da zona de prostituição. Participou de programas de calouros, como os de Almirante e Ary Barroso e, em 1941, gravou o seu primeiro disco - apenas como solista; a primeira música cantada, Dança Mariquinha, seria gravada em 1945. A partir de então passou a percorrer o Brasil, fazendo shows, iniciando sua longa carreira de sucesso. Influenciou vários compositores da chamada moderna música nordestina, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Raimundo Fagner, Elba Ramalho e outros. Foi Luiz Gonzaga quem levou para o disco …

Precisamos de árvores. É simples!

Imagem
Na margem de um rio em Gravatá (PE,) uma muda espera o tempo transformá-la em mata ciliar
Mudanças climáticas são um assunto muito complexo, muito complicado mesmo. Mas, se a gente tentar simplificar, a coisa básica é a seguinte: plante árvores que melhora. Não que seja uma solução mágica que acaba com todos os problemas. Longe disso. Mas o plantio de árvores, se feito com espécies adequadas, nativas, e nos lugares certos, pode ajudar a aliviar muitos dos efeitos das mudanças climáticas. O Nordeste do Brasil é um ótimo exemplo disso. As mudanças climáticas cercaram a região. Do interior, vem o aumento de temperatura e, consequentemente, de evaporação, tirando o “semi” do semi-árido. Do oceano, vem a água do mar, comendo a costa, demolindo casas, arrastando árvores. Entre os dois, correm os rios, cada vez mais assoreados, cada vez mais ocupados, cada vez transbordando com mais frequência. Pois bem. Plante árvores que melhora. Melhora em parte porque árvores nada mais são do que a solidifica…

O Sertão resiste ao deserto. Manter a caatinga de pé é a chave para o futuro do Nordeste.

Imagem
Na época da seca, o verde desaparece. A árvore "adormece" à espera de tempos melhores
O clima do sertão do Nordeste é ao mesmo tempo imensamente constante e absolutamente imprevisível. O sol é o constante. Por lá, o calor de 30 e muitos graus se repete em praticamente todos os dias do ano. A chuva é a imprevisível. No sertão não chove quase nunca, quando chove chove muito, e às vezes passa anos sem chover. Sempre foi assim. Dom Pedro II visitou a região em 1877 para prestar solidariedade ao povo, quando uma seca matou mais do que a Guerra do Paraguai. Portanto, culpar as mudanças climáticas pela seca que, neste exato momento, assola o sertão, seria absurdo. Mas o cenário preocupa, por dois motivos: – A temperatura efetivamente está subindo – tanto as mínimas quanto as médias quanto as máximas. Todos os modelos indicam que continuará subindo. Mais calor significa mais evaporação, e o sertão já vive um deficit hídrico. – O regime das chuvas, que sempre foi imprevisível, continua im…

São Raimundo Nonato tem maior conjunto de arte pré-histórica em rocha do mundo.

Apesar de todo cuidado que eles têm com sua pré-história, ainda existem problemas no presente da cidade que precisariam de uma maior atenção.
O JN no Ar foi para a cidade piauiense de São Raimundo Nonato. Vamos direto aos números do estado.
Piauí: mais de três milhões de habitantes. A economia do estado, a menor da região nordeste, é puxada pelo setor de serviços. No campo, a seca é uma constante ameaça.
A renda média mensal é de R$ 713, abaixo da média nacional de R$ 1.025. O acesso à rede de esgoto é o mais baixo do país. A taxa de mortalidade infantil é a menor da região nordeste, a de homicídios também. Um em cada quatro habitantes não sabe ler nem escrever. Pouco mais de dois milhões de eleitores votam no Piauí. São Raimundo Nonato aparece no meio da paisagem seca da caatinga. Para nossa sorte, a pista do futuro Aeroporto da Serra da Capivara ficou pronta há pouco mais de um ano. É a única parte concluída do projeto aprovado em 1997. Obra inacabada parece ser a marca do lugar. A estr…

A Rota do Vinho mostra as belezas do Vale do São Francisco. Da água para o vinho. Milagres do Velho Chico.

A Caatinga, em tupi-guarani mata branca, é um bioma unicamente brasileiro, localizado no Semiárido nordestino, entre o estado do Piauí e Norte de Minas Gerais. Apesar da imagem negativa de seca e miséria difundida pela grande mídia, este ecossistema guarda encantos de singular beleza, a exemplo do Vale do São Francisco e suas espécimes raros da flora e da fauna O Vale do rio São Francisco é um pólo de desenvolvimento tecnológico da fruticultura irrigada, implantado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e iniciativa privada, com apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O impacto na paisagem contrastante da caatinga do Sertão com o verde exuberante dos projetos de irrigação produz frutas e vinhos exportados para os principais mercados do mundo. Nos anos 60, o Vale do São Francisco ganhou atenção dos militares, que vislumbraram a região como um centro de energia e produção de alimentos. Foi quando começaram os projetos…

A devastação do gesso no Araripe.

A devastação do gesso from !sso não é Normal on Vimeo.


O vídeo acima foi gravado na mina de Antonio Campos, o "Grandão", um dos filhos de Domingos de Campos, o descobridor do gesso no sertão do Araripe.
É fácil perceber quando você chega à região do Araripe, no coração do sertão, na fronteira tríplice entre Pernambuco, Ceará e Piauí. A mata fechada da caatinga, espinhenta como arame farpado, de repente desaparece. No seu lugar, a terra poeirenta exposta, seca, cada vez mais parecida com areia. No horizonte, nuvens brancas saem de chaminés. É pó de gesso, finíssimo. Em alguns lugares, o pó recobre a mata e a terra, esbranquiçando tudo. A região é onde a caatinga está mais ameaçada e é um núcleo importante de desertificação. Também é fácil notar a prosperidade nas cidades do Araripe. Muitos 4 X 4, muitas lojas. Na praça central de Trindade, uma agitação de motos e operários se concentra em acertar os últimos detalhes antes da abertura da 2a Expogesso. O setor tem mais de 600 emp…

CAATINGA, ambiente dos fortes!

A expedição do Aventura Selvagem é na caatinga da Paraíba. Esse bioma esquecido é moradia de bichos fortes e rústicos. Animais que lutam pela sobrevivência num lugar quente, onde a seca dura praticamente o ano todo. Apesar disso, a vegetação é rica em plantas medicinais, muitas vezes utilizadas pelo sertanejo como único recurso para a cura de problemas de saúde. É no meio do sertão que Richard Rasmussen encontra uma lacraia, bicho perigoso pelo veneno que injeta ao ser incomodado. No município de Cabaceiras, cenário de vários filmes brasileiros, o aventureiro promove o salvamento de pequenas traíras que estavam prestes a morrer num barreiro. Ao visitar um criador de caprinos, Richard mede forças com um bode invocadíssimo. Imagine a cena! Depois, ele conhece dois filhotes do bode, recém nascidos que não param de berrar nos braços do selvagem. Um momento imperdível do programa! Só que outro bicho chega pra roubar a cena: um sapo de chifre. Esse sim o rei da sobrevivência: ele fica debaix…

CPRH sedia XIX Reunião Ordinária do Comitê Estadual da Caatinga.

Imagem
XIX Reunião Ordinária - 25.08.10
A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) sediou a XIX Reunião Ordinária do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga de Pernambuco (CERBCCA/PE). O evento foi realizado no último dia 25, no auditório da Agência, e contou com a abertura do diretor presidente da CPRH, Hélio Gurgel, que deu as boas-vindas aos participantes. Na pauta da reunião, assuntos como a leitura da Ata da XVI Reunião Ordinária, palestra sobre as ações do Instituto Chico Mendes (ICMbio) e eleição para a gestão 2010/2012. Hélio Gurgel falou sobre as atribuições da CPRH, enfatizando os cuidados que a Agência vem empreendendo na busca pela preservação da caatinga, além de destacar a importância desse bioma no meio ambiente. "A nossa preocupação data de muito tempo. É um elemento atávico porque, de alguma forma, temos nossas raízes na caatinga. A busca pelo desenvolvimento com enfoque nessa preservação é uma questão crucial e isso nos traz a certeza de que somente políticas…