Manejo florestal ajuda a conservação da Caatinga.


O manejo florestal constitui uma das principais alternativas para ajudar a conservação da Caatinga,
bioma característico da região



Projeto deve capacitar 300 famílias de agricultores de quatro assentamentos do Piauí, incentivando a preservação da caatinga


por Globo Rural On-Line

O manejo florestal constitui uma das principais alternativas para ajudar a conservação da Caatinga, bioma característico da região
Quatro assentamentos da Instituição Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Piauí, serão beneficiados por uma ação pioneira no país: a assistência técnica diferenciada para o manejo florestal como fonte de renda e preservação da caatinga, bioma da região.
A ação é fruto de um contrato assinado nesta segunda-feira (22/8) pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), com a Fundação Apolônio Salles de Desenvolvimento Educacional (Fadurpe). A entidade venceu um processo licitatório e vai elaborar planos de manejo florestal nos assentamentos e prestar assistência técnica em atividades florestais.
Na primeira fase, a Fadurpe vai atender 70 famílias em três assentamentos no município de Lagoa do Sítio e Serra do Batista, no município de Valença. A expectativa do projeto é beneficiar 300 famílias de agricultores do Território Rural do Vale do Sambito.
"Este contrato é fruto de uma articulação feita com o SFB na perspectiva da sustentabilidade nos assentamentos. É uma ação inovadora no Piauí, e é também a primeira nesta modalidade no país", ressalta o superintendente do Incra/PI, Evandro Cardoso. "Nossa meta é expandir esta ação para outros assentamentos, tendo como fundamento a produção de maneira sustentável, de forma que a ação seja incorporada à rotina das famílias assentadas", completa.
Em 60 dias, a Fadurpe entrega a caracterização geral da situação ambiental e socioeconômica de cada assentamento selecionado. O contrato tem duração de dois anos. No primeiro ano, a Fadurpe vai elaborar o Plano de Manejo para no ano seguinte, implantá-lo por meio da assistência técnica das famílias. A ideia é capacitar as famílias para o manejo.
O engenheiro florestal do Incra/PI, Jankiel Moreira, diz que os assentamentos atendidos têm em comum o interesse em exercer a atividade florestal e o potencial para manejo. "Esperamos que as famílias possam ter uma melhora significativa na renda utilizando os recursos florestais de maneira racional", afirma.
De acordo com dados divulgados este ano pelo MMA, a Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, já perdeu cerca de 45 % de sua cobertura original. O manejo florestal constitui uma das principais alternativas para ajudar a conservação do bioma.



Comentários

  1. Devemos preservar nossas florestas, nosso cerrado, nossa mata atlantica, nossa caatinga, dá para fazer isso sim com desenvolvimento. Por isso que estou atenta ao novo código florestal, pois esse não está privilegiando as nossas florestas, está sim abrindo mais possibilidade para devastar nossas áreas.

    ResponderExcluir
  2. É muito importante que tenhamos responsabilidade quanto nossa natureza, principalmente no que é relacionado ao novo código florestal. Vamos pedir apoio para a população e assim não deixar que o código seja aprovado da forma que está.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza, são bem vistas iniciativas que visem a melhoria da qualidade de vida da população. No entanto, tais iniciativas devem ser acompanhadas de cuidados com a natureza, portante, antes de alterar, preservar, como exemplo, temos o novo código florestal que precisa ser revisto.

    ResponderExcluir
  4. Legal cara esse negócio de manejo florestal. E por falar em floresta. Esse novo código florestal tem que ser visto com muito cuidado, por que é o futuro de nosso país que esta em jogo.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da iniciativa. Quanto aos comentários. Acho que o pessoal ta certo em ficar preocupado com o novo código florestal mesmo, porque isso mexe com vida de nós.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Alô amigos(as)caatingueiros(as). Neste espaço deixem seus comentários sobre as notícias e sobre o BLOG.

Postagens mais visitadas deste blog

O risco da caatinga virar um deserto"A vegetação típica do Nordeste está literalmente sumindo do mapa

Rio São Francisco - A extinção da caatinga (ESTUDO)