Especialistas falam sobre uso sustentável de florestas e de experiências bem-sucedidas na Caatinga durante a Semana do Meio Ambiente.

Palestras em PE defendem manejo florestal

Desenvolver a sustentabilidade dentro da Caatinga, fortalecendo também parcerias que visem à divulgação do Manejo Florestal nos demais Estados do Nordeste e entre a população. Este foi um dos temas defendidos pelo técnico do Projeto de Conservação e Uso Sustentável da Caatinga, o engenheiro florestal Francisco Barreto Campello, na palestra ministrada no auditório da Livraria Cultura, em Recife-PE, na Feira de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, durante a 20ª Semana do Meio Ambiente do IBAMA, com o apoio do PNUD (Programa das Nações Unidas). O engenheiro, junto com Edvalda Aroucha, falou sobre manejo sustentável e conservação na caatinga.
“O manejo florestal é de fundamental importância para ensinar a maneira correta de utilizar e aproveitar a madeira, conservando a biodiversidade e mantendo os serviços ambientais, além de ser a melhor forma de manter agricultores e suas famílias dentro das comunidades e no campo, já que o uso da lenha continua sendo o segundo recurso energético mais usado no nordeste”, afirmou o engenheiro.
Durante a sua exposição, Barreto aproveitou para mostrar exemplos de técnicas de manejo nas regiões do Seridó, Araripe e Xingó, que vem trazendo excelentes resultados, ao longo dos anos.
Comunidades ecoprodutivas
Na sua explanação, Edvalda Aroucha, da ONG AGENDHA (Assessoria e Gestão em Estudos da Natureza, Desenvolvimento Humano e Agroecologia), com sede na cidade de Paulo Afonso (BA), mostrou os resultados alcançados dentro do trabalho realizado com as organizações ecoprodutivas, que fazem a Bodega da Caatinga, chamando a atenção para as dificuldades enfrentadas, principalmente, pelas mulheres e citando experiências que estão dando certo, como o fogão ecológico.
Aroucha também citou a importância da criação de investimentos para que as famílias consigam se tornar auto-sustentáveis, produzindo, principalmente, para sua própria sobrevivência. Também citou projetos que estão dando certo e trazendo retorno aos pequenos produtores rurais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O risco da caatinga virar um deserto"A vegetação típica do Nordeste está literalmente sumindo do mapa

Rio São Francisco - A extinção da caatinga (ESTUDO)