Comitê realiza a XV Reunião Ordinária no IPA

Fotos da XV Reunião Ordinária realizada no IPA em Recife

O Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga (CERBCAA-PE) realizou hoeje (26.08), na sede do Instituto Agronômico de Pernambuco -IPA, sua XV reunião ordinária. Na ocasião, o presidente do instituto, Júlio Zoé de Brito, destacou a existência de um herbário no IPA com mais de 83 mil espécies do bioma catalogadas. Ele afirmou que recursos do Plano de Aceleração do Crescimento / PAC- Pesquisa serão alocados na criação de um laboratório vivo, garantindo a segurança da diversidade de espécies típicas da região, assim como eliminará possíveis riscos de extinção. O encontro serviu, ainda, para a apresentação das ações na caatinga feita pelo Presidente da Agência Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - CPRH, Hélio Gurgel, e também a apresentação da minuta do projeto de valorização do bioma caatinga, realizada pelo Diretor da OCB/PE, William Janssen. Participaram da reunião representantes da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) , Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade de Pernambuco (UPE) , Codevasf, IBAMA, Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Cultura, Coordenação do Programa Água Doce, Deputado Nelson Pereira (Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa), Alexandrina Sobreira (Presidente do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Caatinga - CNRBCAA) e líderes de organizações não governamentais (APNE, GDMA, ASSUVAM) ligadas à preservação de um dos mais ricos ecossistemas do Nordeste brasileiro. O comitê tem a coordenação geral do engenheiro agrônomo do IPA Élcio Barros.
Leia mais sobre a Reunião em:

Comentários

  1. Marcelo, parabéns pelo blog. A Caatinga precisava de uma espaço de destaque como esse.
    Marcela Teixeira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Alô amigos(as)caatingueiros(as). Neste espaço deixem seus comentários sobre as notícias e sobre o BLOG.

Postagens mais visitadas deste blog

O risco da caatinga virar um deserto"A vegetação típica do Nordeste está literalmente sumindo do mapa

Rio São Francisco - A extinção da caatinga (ESTUDO)