CERBCAA/PE presta homenagem ao Bioma. Palestras e debates marcam o Dia Nacional da Caatinga no Estado de Pernambuco.


A data homenageia o professor João Vasconcelos Sobrinho

Estudantes de ensino médio e técnicos de diversas instituições ligadas à preservação da Caatinga estavam reunidos na manhã de ontem (28), Dia Nacional da Caatinga, no auditório do Espaço Ciência para debater sobre esse bioma tipicamente brasileiro. Projetos de educação ambiental e ações de preservação da Caatinga que serão financiados pelo Fundo Estadual de Meio Ambiente (Fema) também foram apresentados para os participantes. Dos 14 projetos selecionados para financiamento do Fema, seis são relativos ao Bioma Caatinga. Ao todo os 14 projetos receberão um total de R$ 1,1 milhão, somando os recursos do Fema (R$ 705 mil) e os recursos de contrapartida dos proponentes (R$ 399 mil).

Cenário de histórias de cangaço, reino de Lampião e dos heróis sertanejos de Ariano Suassuna, terra de ritmos como o xote, o xaxado e o baião, a Caatinga está presente no imaginário popular brasileiro como um local seco, quente, e de vegetação esquisita. Poucos conhecem as riquezas ambientais da região que abriga grande variedade de espécies (anfíbios, repteis, aves) e grande potencial florestal.
“A caatinga é um bioma extremamente rico em biodiversidade. O que falta são estudos sobre seus recursos e potencialidades”, afirmou a pesquisadora do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Rita de Cássia Araújo, que fez apresentação sobre a "Flora da Caatinga".
A Professora e pesquisadora, Ednilza Maranhão, da UFRPE/UAST, realizou palestra sobre a "Fauna da Caatinga", mostrando fotos das inúmeras espécies que habitam o bioma caatinga, pricipalmente em Serra Talhada e no Vale do Catimbau.
O secretário executivo de Meio Ambiente da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e meio Ambiente, Hélvio Polito, lembrou a importância da elaboração do Programa de Ação Estadual de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca de Pernambuco (PAE-PE) que contempla em suas linhas de ação atividades de preservação da vegetação da caatinga.
“A criação de unidades de conservação de proteção integral (aquelas em que não é permitido o corte da vegetação) na caatinga também estão previstas nas ações da política de enfrentamento às mudanças climáticas, que está em tramitação na Alepe”, explicou Hélvio reforçando a necessidade de deter a devastação da caatinga. Segundo o executivo de Meio Ambiente o desmatamento gera perda de biodiversidade e contribui para a emissão de gases do efeito estufa, que provocam o aquecimento global.
O Coordenador do CERBCAA/PE, Élcio Alves de Barros, destacou as ações do Comitê realizadas no período compreendido entre 28 de abril de 2009 e o Dia Nacional da Caatinga de 2010, destacando a Mostra de Cinema "Bela Caatinga", que foi realizada em 18 municípios e atingiu um público de mais de 10 mil pessoas, exibindos filmes de curta e longa metragem em escolas, associações e em praça pública tendo  como cenário a Caatinga e seus habitantes como personagens. Outra ação importante é a discussão para reformulação da lei do ICMS Socioambiental de Pernambuco, para a qual o CERBCAA/PE apresentou sugestões em reunião do CONSEMA, da Comissão de Meio Ambiente da ALEPE - Assembléia Legislativa de Pernambuco, audiência com Secretário Estadual da Fazenda e agora em grupo de Trabalho criado pela Comissão de Meio Ambiente da ALEPE, enfatizou nosso coordenador que esta questão afeta todos os biomas do nosso Estado, mas, apenas o CERBCAA/PE entre todas entidades ambientalistas, permanece lutando pela revisão desta lei que na forma atual distribui de forma injusta os recursos deste importante instrumento de politica ambiental.
Elcio falou também que a criação de Unidades de Conservação na Caatinga é uma prioridade do CERBCAA/PE. O governo de Pernambuco administra mais de 50 Unidades de Conservação, nenhuma na Caatinga. Lembrou que o CERBCAA/PE entregou à Direção da CRPH, no último mês de janeiro, uma relação de propriedades, e seus respectivos proprietários, totalizando uma área de 5.247,50 ha, na Serra da Canoa, município de Floresta (PE), para criação de uma unidade de conservação na bacia do Rio São Francisco, como também a sugestão para que a Serra Talhada, que dá origem ao nome do município e a Pedra do Cachorro em São Caetano sejam área de Unidades de Conservação. Barros falou da inclusão do CERBCAA/PE recentemente como membro do Comitê no Fórum Pernambucano de Mudanças Climáticas, instituído pelo Decreto nº 33.015/2009. Últimamente, o CERBCAA/PE incentivou a participação das suas entidades membros no Edital nº 01/2009 do FEMA - Fundo Estadual do Meio Ambiente, em que dos 14 projetos aprovados, 06 serão realizados no bioma Caatinga, incluindo o de "Valorização do Bioma Caatinga" que visa desenvolver ações de educação ambiental em 17 municípios do Vale do Pajeú e prevê a sua conclusão com a criação do I Subcomitê do CERBCAA/PE.
O evento, Comemoração do Dia Nacional da Caatinga contou com a participação de mais de 100 pessoas e foi encerrado as 15:00h pelo Coordenador Estadual do CERBCAA-PE, Elcio Alves de Barros (IPA), pelo Vice-Coordenador Guaraci Cardoso (GDMA) e pelo Secretário Executivo, Marcelo Teixeira (Codevasf).
Nossos agradecimentos a todos os que contribuíram para a realização do evento, especialmente a Sectma, APNE, Banco do Nordeste e ao público que homenageou o Dia da Caatinga.

      FOTOS DO DIA NACIONAL DA CAATINGA 2010



Referências sobre a data:
(Fonte: Sectma e com informações da Ascom do MMA)
 Dia Nacional da Caatinga em Pernambuco (Codevasf)
Juizado comemora Dia da Caatinga (Fórum Thomaz de Aquino)
Dia Nacional da Caatinga (Blog Ciência e Meio Ambiente)

Palestra: FLORÍSTICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O risco da caatinga virar um deserto"A vegetação típica do Nordeste está literalmente sumindo do mapa

Rio São Francisco - A extinção da caatinga (ESTUDO)